Centro Português de Fotografia | Porto Cool
Entrar | Registar

visitar > museus e galerias

Porto Cool_Visitar_Centro Português de Fotografia

Centro Português de Fotografia

Um mundo de imagens à sua espera

Existe desde 1997, foi criado para assegurar uma Política Nacional para a Fotografia e, atualmente, tem como missão salvaguardar, promover e valorizar o património fotográfico. É assim o Centro Português de Fotografia, que pode ser visitado gratuitamente por todos os apaixonados pela Oitava Arte (e não só).

O seu edifício começou a ser construído em 1767 e foi, em tempos, a Antiga Cadeia e Tribunal da Relação do Porto onde, ao longo de vários pisos, estavam as enxovias, o pátio dos presos, os salões, as enfermarias e as prisões individuais. A distribuição dos presos por estes espaços obedecia a critérios que deviam ter em conta o tipo de crime cometido, o estatuto social do detido e a capacidade para este pagar a carceragem. A Cadeia dispunha ainda de uma Casa da Guarda e dos alojamentos do carcereiro, de um oratório e de uma capela para os prisioneiros. Em 1902, adicionou-se o Posto Antropométrico e uma secção fotográfica, assim como duas pequenas oficinas: uma de alfaiataria e outra de sapataria.

Depois de várias alterações, o edifício foi desativado por razões de segurança em 1974 e os presos foram todos transferidos para o Estabelecimento Prisional de Custóias (ainda em construção na época). Só em 1987 começou a sofrer algumas intervenções para impedir a sua já avançada degradação, mas foi em 2000 que se deu início a uma intervenção que permitiu que a Antiga Cadeira e Tribunal da Relação do Porto fosse adequado às novas funcionalidades que iria receber: o Centro Português de Fotografia. Os responsáveis pelo projeto foram os muito aclamados arquitetos portugueses: Eduardo Souto Moura e Humberto Vieira.

O Centro Português de Fotografia é, atualmente, um espaço com duas exposições permanentes, de entrada gratuita, que estão divididas pela Sala da Memória e pelo Núcleo Museológico António Pedro Vicente.

A Sala da Memória está no segundo piso, na antiga Sala das Mulheres, onde são abordados temas de interesse geral (como a localização do edifício e organização da ex-cadeia, apontamentos biográficos das figuras que aqui estiveram encarceradas e o papel central que a fotografia desempenha no sistema judicial), enquanto o Núcleo Museológico António Pedro Vicente pode ser visitado no terceiro andar – aqui encontramos a exposição de câmaras e equipamento fotográfico (algum com mais de um século de história!) e perdemo-nos entre detalhes.

Todos os meses, há novidades para descobrir. Para além das exposições permanentes, o Centro Português de Fotografia alberga mensalmente diferentes exposições temporárias e itinerantes, o que significa que não há duas visitas iguais a este espaço. Aproveite!

Dica Cool: A Loja do Centro Português de Fotografia recebe diferentes publicações nacionais e internacionais sobre fotografia e inclui, ainda, um espaço de leitura onde pode explorar diferentes livros especializados.

Horário

De terça-feira a domingo: das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h00.